Saul vs Davi em 1 Samuel 22-23 – Parte 1

Um dos principais objetivos do autor de 1 Samuel é mostrar a diferença entre Saul, o rei rejeitado e Davi, o homem escolhido para sucedê-lo. De modo geral, o contraste entre esses dois homens é bastante óbvio, mas há uma série de casos no livro em que Saul e Davi são contrastados de maneiras mais sutis. Eles são encontrados em particular nesses capítulos descrevendo o tempo de Davi no deserto. Nos próximos posts quero apresentar vários exemplos de tais contrastes que podem não ser evidentes à primeira vista.

Começamos em 1 Samuel 22. O capítulo começa assim:

“Então Davi partiu dali e escapou para a caverna de Adulão; E quando os seus irmãos e toda a casa de seu pai ouviram isto, desceram até ele. E todo aquele que estava em angústia, e todo o que estava em dívida, e todos os que estavam descontentes, reuniram-se a ele; E tornou-se capitão sobre eles. Agora havia cerca de quatrocentos homens com ele. E Davi foi de lá para Mizpá de Moabe; E disse ao rei de Moabe: “Por favor, deixe meu pai e minha mãe vir e ficar com você até que eu saiba o que Deus fará para mim.” Então deixou-os com o rei de Moabe; E ficaram com ele todo o tempo que Davi estava na fortaleza. E o profeta Gade disse a Davi: “Não fiques na fortaleza; Partiu, e foi para a terra de Judá. “Então Davi partiu e foi para a floresta de Hereta.” (1 Sm 22: 1-5)

Note que nestes versículos, Davi é apresentado como um capitão sobre quatrocentos homens que procuraram refúgio com ele, bem como um filho preocupado que procura garantir a segurança de seus pais. Agora dê uma olhada na próxima cena que apresenta Saul e seus servos:

“Então Saul soube que Davi e os homens que estavam com ele haviam sido descobertos. Ora, Saul estava sentado em Gibeá, debaixo do tamarisco, na altura, com a lança na mão, e todos os seus servos estavam ao seu redor. E disse Saul a seus servos que estavam ao seu redor: “Ouvi agora, ó benjamitas! O filho de Jessé também dará a todos vós campos e vinhas? Ele vos fará todos comandantes de milhares e comandantes de centenas? Pois todos vós conspirastes contra mim, para que não haja ninguém que me revele quando meu filho faz aliança com o filho de Jessé, e nenhum de vós tem pena de mim ou revela-me que meu filho tem agitado os meus servos contra mim, para que eu fique emboscado, como é hoje.”(1 Sm 22: 6-9)

Note que tanto Davi como Saul são apresentados como líderes de um grupo de pessoas. No entanto, as semelhanças estão longes umas das outras. Pois, embora os primeiros versículos do capítulo mostrem um Davi muito ativo que se preocupa com o bem-estar dos outros e que passa de ser um fugitivo solitário para se tornar o líder de várias centenas de homens, vv. 6-9 apresentam um Saul bastante passivo que se concentra inteiramente em si mesmo e parece se tornar cada vez mais isolado (apenas Doegue, um estrangeiro, ainda está ao seu lado). Ele também não parece ter muita autoridade sobre seus homens mas como se torna evidente quando se recusam a obedecer o seu comando para matar os sacerdotes (6:17). Compare isso com a cena de abertura do próximo capítulo:

Então disseram a Davi, dizendo: Eis que os filisteus pelejam contra Queila, e pilham as eiras. Então Davi consultou o Senhor, dizendo: Devo ir atacar estes filisteus? E disse o SENHOR a Davi: “Vão atacar os filisteus e entregar a Queila”. Mas os homens de Davi lhe disseram: “Eis que aqui temos medo em Judá. Quanto mais então, se formos a Queila contra as fileiras dos filisteus? “Então Davi perguntou ao Senhor uma vez mais. Respondeu-lhe o Senhor: Levanta-te, desce a Queila, porque eu te entregarei os filisteus. Então Davi e os seus homens foram ter com Queila e pelejaram contra os filisteus; E levou o seu gado, e feriu-os com grande matança. Assim Davi libertou os habitantes de Queila. (1 Sm 23: 1-5)

Note que, como os servos de Saul, os homens de Davi não estão dispostos a obedecer a seu líder. Mas enquanto os servos de Saul não querem, os homens de Davi eventualmente vão com ele. As diferentes reações parecem estar diretamente relacionadas com a atitude de seu líder e sua relação com Deus. Saul quer matar por egoísmo, embora não tenha a Palavra do Senhor para sustentá-lo. É sua própria ideia e é de fato contrário à vontade de Deus. Davi, por outro lado, quer abnegadamente salvar e pede duas vezes a confirmação de Deus. Deus assegura-lhe a vitória e parece ser essa garantia que convence os homens de Davi a se juntar a ele. Assim, o sucesso de Davi como líder não parece ser baseado tanto em suas próprias habilidades e talentos, mas sim em sua relação próxima com o líder final. É esta relação que mais notavelmente o distingue de Saul e faz com que ele seja bem sucedido onde Saul não é.

Continua: aqui

Traduzido de: https://fascinatedbytheword.wordpress.com/2013/06/19/saul-vs-david-in-1-samuel-22-23-part-1/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s