Verdadeiro e Falso lamento em 2 Samuel 1


Em contraste com muitos autores da literatura moderna, os escritores bíblicos geralmente não descrevem os personagens que aparecem em suas histórias em grande detalhe. As aparências externas, por exemplo, raramente são descritas e quando são, geralmente é porque essas informações são de alguma forma significativas. Um exemplo disto é encontrado em 2 Samuel 1. Neste capítulo um homem vem a Davi em Ziclague para informá-lo que ele matou Saul no campo de batalha. Observe o que o autor escolhe nos dizer sobre este homem:

“E no terceiro dia, eis que um homem saiu do acampamento de Saul, com as suas vestes rasgadas e sujeira na sua cabeça.” (2 Sam 1: 2)

Além do fato de que o homem veio do acampamento de Saul, o autor revela duas coisas sobre a aparência exterior do homem:

(1) Suas roupas estavam rasgadas

(2) Ele tinha sujeira na cabeça

Uma comparação com outras passagens onde essas duas coisas são mencionadas mostra que ambas eram expressões de luto ou sofrimento profundo (veja, por exemplo, 1 Sam 4:12; 2 Sam 15:32). A aparência exterior do homem sugere assim que ele está de luto ou em algum outro tipo de sofrimento. No entanto, os próximos versículos mostram que as aparências podem ser enganadoras. Embora o homem relate a morte de Saul, Jônatas e muitos outros israelitas (v 4), ele não parece estar particularmente angustiado com isso. A única coisa que ele parece preocupado é informar Davi que ele matou Saul, muito provavelmente na esperança de receber uma recompensa de Davi (2 Sm 4:10). O fato de que ele está mentindo ainda destaca o contraste entre sua aparência externa e sua verdadeira identidade. Ele não só fala uma mentira – sua aparência externa é uma mentira também.

Significativamente, Davi não reage como o homem provavelmente esperava que ele agisse:

“Então tomou Davi as suas vestes e as rasgou, assim como todos os homens que estavam com ele. E choraram e choraram, e jejuaram até à tarde para Saul, e para Jônatas, seu filho, e para o povo do SENHOR, e para a casa de Israel, porquanto caíram à espada.” (2 Sm 1: 11-12)

Observe que o autor mais uma vez menciona roupas rasgadas. Esta repetição é bastante intencional, uma vez que lhe permite contrastar o homem, Davi e seus homens. Enquanto o homem só parece que está de luto e procura usar a morte de Saul para seu próprio benefício, as ações de Davi e seus homens (chorando, chorando, jejuando) mostram que eles realmente se arrependem do que aconteceu. Em contraste com o homem sua aparência exterior é uma verdadeira expressão de sua atitude interior.

A história continua descrevendo a execução do homem (vv 13-16). Observe o que Davi diz no v 16:

“Disse-lhe Davi: O teu sangue esteja sobre a tua cabeça, porque a tua própria boca testificou contra ti, dizendo: Matei o ungido do Senhor.””

No início da narrativa o homem é descrito como tendo sujeira em sua cabeça. No entanto, como a história mostra, esta sujeira é uma mentira porque o homem não está realmente de luto. Uma vez que ele afirma ser um assassino, é apropriado que a sujeira seja substituída pelo sangue. Assim, o engano que era para beneficiar o homem realmente traz sua própria queda.

Dever de casa

Compare 2 Samuel 1 com 1 Samuel 30. Que paralelos você pode encontrar? Por que o autor escolheu ligar estes dois capítulos?

 

Traduzido de: https://fascinatedbytheword.wordpress.com/2013/07/23/true-and-false-mourning-in-2-samuel-1/

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s